Ato em SP busca sensibilizar a sociedade sobre refugiados e imigrantes

0
204

Texto de Géssica Brandino
Fotos de Cristiano de Assis

O frio da tarde de sábado (12/09) em São Paulo gelava a pele, mas não espantou um grupo de pessoas. Eram refugiados, imigrantes, voluntários e apoiadores de uma causa. Mulheres, homens, jovens, casais, amigos e crianças. Pessoas que acreditam e defendem a migração como direito e que desejavam unir vozes para lutar contra a xenofobia e o preconceito que tanto dificultam a reintegração de imigrantes e refugiados, na Europa e também no Brasil.

Ato pelos refugiados humanizou a tarde fria em São Paulo. Crédito: Cristiano de Assis
Ato pelos refugiados humanizou a tarde fria em São Paulo.
Crédito: Cristiano de Assis

Essas pessoas formavam um círculo na Praça Pedro Lessa, no Vale do Anhangabaú. Na roda estava uma banda de músicos do Togo. Jovens que dançavam, tocavam tambores e cantavam no próprio idioma. E mesmo sem entender a letra das canções, as pessoas dançavam, batiam palmas e fotogravam os alegres músicos.

Grupo Atopani, do Togo, animou o ato. Crédito: Cristiano de Assis
Músicos do Togo animaram o ato.
Crédito: Cristiano de Assis

“Nós existimos porque vocês existem” era o lema do ato, promovido pela Equipe de Base Warmis – Convergência das Culturas e o Adus – Instituto de Reintegração do Refugiado. Os organizadores chamaram atenção para a necessidade de enfrentar o preconceito e lutar pela dignidade de todos.

Assim, a tarde virou noite, num ritmo de outro país, ao redor de pessoas que também carregam nas veias o sangue de migrantes e imigrantes.

Sim, migrar é um direito e é por ele que lutamos.

Nunca é demais lembrar: migrar é e deve ser visto como um direito. Crédito: Cristiano de Assis
Nunca é demais lembrar: migrar é e deve ser visto como um direito.
Crédito: Cristiano de Assis

Mais imagens do ato em São Paulo, todas de Cristiano de Assis, podem ser vistas no link abaixo:
http://www.midialegalindependente.org/2015/09/registro-ato-em-apoio-aos-refugiados.html

DEIXE UMA RESPOSTA

Insira seu comentário
Informe seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.