Casal de refugiados sírios já doou 900 marmitas para pessoas em situação vulnerável em SP

O casal teve a ideia de entregar as refeições como maneira de ajudar e agradecer o povo brasileiro pela acolhida no país

1
156
O casal Talal e Ghazal, que já distribuiu centenas de marmitas a pessoas em situação de vulnerabilidade
O casal Talal e Ghazal, que já distribuiu centenas de marmitas a pessoas em situação de vulnerabilidade. (Foto: Arquivo Pessoal)

Por Carolina Guagliano

A pandemia que estamos vivendo hoje é nova para todos nós, mas a necessidade de ficar em casa para proteger a si e a quem amamos já é algo conhecido por alguns. Talal Al-Tinawi e Ghazal Baranbo, refugiados sírios no Brasil, conheceram esta realidade durante o tempo em que vivenciaram a guerra em seu país de origem.

Como maneira de ajudar os brasileiros a passarem por esse momento, o casal já distribuiu um total de 900 marmitas de comida árabe na cidade de São Paulo.

Com a proibição de grandes eventos muitos imigrantes e refugiados viram sua fonte de sustento sofrer grande impacto, uma vez que vários deles têm a venda de comida e buffets como principal fonte de renda.

Para Ghazal e Talal, responsáveis pelo Talal Culinária Síria, não foi diferente. Entretanto, conhecendo as dificuldades que os idosos enfrentam para se manter em casa, eles decidiram distribuir, por conta própria, 300 marmitas para aqueles acima de 65 anos.

Para além do proposito de ajudar, a gesto foi “também para agradecer o povo brasileiro porque me receberam muito bem no Brasil e me ajudaram bastante para continuar minha vida aqui” disse o sírio em conversa com o MigraMundo.

Marmitas distribuídas por Talal e Ghazal em São Paulo.
(Foto: arquivo pessoal)

‘Também sou voluntário’

Após a entrega para os idosos, a segunda distribuição teve pessoas vulneráveis como público alvo e contou com doações em dinheiro e de alimentos para poder ser idealizada. 

Com o apoio dessas doações, 900 marmitas já foram entregues e o casal pretende chegar a 1.000 com a ajuda da solidariedade dos brasileiros.

“Estava muito feliz porque que consegui fazer alguma coisa pelo idoso e pelo Brasil para agradecer o brasileiro e por isso me senti muito feliz” disse Talal quando perguntado sobre como foi essa distribuição para ele.

“Foi uma experiência muito boa para mim, poder fazer doação e trabalhar como voluntário porque quando eu cheguei aqui o voluntário me ajudou, agora eu trabalho como voluntário”.

Como contribuir

Qualquer pessoa pode contribuir com a iniciativa de distribuição de marmitas, por meio de depósito bancário. Ela também serve como meio de pagamento para quem quiser pedir e experimentar —por delivery — pratos e demais petiscos da culinária síria preparados pelo casal.

Banco Itaú
agência 0772
Conta 20928-4

Além das refeições por delivery, Talal e Ghazal também oferecem workshops online sobre como preparar petiscos típicos da culinária árabe, como esfihas, charutos, homus, falafel, entre outros.

Maiores informações podem ser obtidas junto ao casal por meio do celular/ WhatsApp (11) 96622-1305.


*Venha ser parte do esforço para manter o trabalho do MigraMundo! Conheça nossa campanha de financiamento recorrente e junte-se a nós: https://bit.ly/2MoZrhB

*Que tal receber notícias do MigraMundo diretamente em seu WhatsApp? Basta acessar este link e entrar em nosso grupo de distribuição de conteúdo

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Insira seu comentário
Informe seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.