Corrida de rua quer mostrar cosmopolitismo de São Paulo e aproximar brasileiros e migrantes

0
138

Fazer de uma simples corrida de rua por São Paulo um jeito de refletir sobre o caráter cosmopolita da cidade e as contribuições dos migrantes para sua constituição social e cultural. É o que pretende o “Desbravamento de boas vindas”, uma corrida por pontos marcados ontem e hoje pela presença migrante na capital paulista.

A atividade, gratuita, está marcada para 8 de novembro (domingo), com ponto de encontro às 9h nas catracas do metrô Armênia. Ela foi idealizada pelos grupos de corrida Desbravadores de Sampa e Corrida Amiga e tem apoio do Instituto Adus e do HomeBuilder, ação recém-criada com objetivo de apoiar refugiados.

Criado há quatro anos, o Desbravadores de Sampa costuma organizar corridas temáticas, com o objetivo de estimular um olhar expandido sobre a cidade. “Bastou um treinamento pelas ruas para começar o aprendizado. Correr pela cidade é sempre um grande aprendizado, um verdadeiro exercício de criatividade que proporcionam a abertura a novas ideias. E a cada desbravamento, novos contextos são acrescentados, muitas vezes, despretensiosamente”, afirma Hugo Leonardo Peroni, um dos organizadores da ação. E desta vez é a migração e o refúgio que entram na pauta do grupo.

Grupo quer mostrar cosmopolitismo de São Paulo com corrida de rua. Crédito: Divulgação
Grupo quer mostrar cosmopolitismo de São Paulo com corrida de rua.
Crédito: Divulgação

Percurso

Do metrô Armênia, o grupo seguirá em direção aos checkpoints que serão explorados durante o percurso (mais informações e dicas para a atividade podem ser vistas no evento criado no Facebook):

– Feira da praça Kantuta (Tradicional feira boliviana/peruana);
– Estação da Luz (Luz);
– Igreja Nossa Senhora do Rosário Preto – Largo do Paissandu;
– Monumento da Amizade Sírio-Libanesa (rua 25 de março – fim da Pedro II);
– antiga Hospedaria do Brás (que hoje abriga o Museu da Imigração e o Arsenal da Esperança);
– Igreja Nossa Senhora da Paz, no Glicério;
– bairros da Liberdade e do Bexiga – ponto final será a Igreja de Nossa Senhora Achiropita.

Ao todo serão 13,5 km de extensão no percurso da corrida, com grau de dificuldade considerado médio (por incluir ladeiras). Outro trajeto, menor e para caminhadas, deve ser divulgado ainda durante esta semana.

Mensagem

Peroni lembra que, antes de qualquer nacionalidade ou situação migratória, somos seres humanos, e que a corrida quer ajudar nisso. “Compreender e conhecer as diversidades nos torna mais humanos e menos julgadores. A integração é força motriz para que atinjamos um mundo mais igualitário”.

De acordo com eventos anteriores do Desbravadores, cerca de 20 pessoas devem participar da corrida no domingo. Mas para Peroni, os meios qualitativos são os melhores para medir a adesão e os efeitos da atividade sobre os participantes. “Se conseguirmos que uma pessoa mude seus (pre) conceitos e reflita sobre questões sociais e o uso do espaço urbano, pensamos que o passeio cumpriu seu propósito”.

Desbravamento de Boas-Vindas por São Paulo
Data e hora: 08 de novembro, a partir das 9h
Local: concentração na estação Armênia do metrô – São Paulo (SP)
Entrada: livre
Informações: evento no Facebook

 

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Insira seu comentário
Informe seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.