Direito migratório e visibilidade ao migrante são temas de fórum em São Paulo

Evento organizado pelo ProMigra, com apoio do MigraMundo, inclui convidados como a Defensoria Pública da União, coletivos de direitos humanos e ativistas migrantes

0
400
No auditório do Museu da Imigração de São Paulo, participantes do presente são
Detalhe do auditório do Museu da Imigração, que receberá o Fórum promovido pelo No auditório do Museu da Imigração de São Paulo, participantes do presente são "espiados" pelos antigos acolhidos pela antiga Hospedaria do Brás. Crédito: Rodrigo Borges Delfim/MigraMundo - mar.2015

Por Eduarda Esteves
Em São Paulo

Estão abertas as inscrições para participar do I Fórum sobre Direitos Migratórios, em São Paulo. O evento será realizado no próximo dia 14 de dezembro, no Museu da Imigração, das 9h às 17h30. A entrada é gratuita e os interessados devem se inscrever por um formulário online – acesse aqui.

O fórum é organizado pelo Programa de Promoção dos Direitos de Migrantes (ProMigra), em parceria com o MigraMundo e o Museu da Imigração. O ProMigra é uma atividade de extensão universitária vinculada à Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo (USP), criada em 2015.

Com a posição geopolítica do Brasil no cenário internacional, somada às restrições crescentes da entrada de estrangeiros na Europa e Estados Unidos, a circulação de migrantes internacionais no território brasileiro aumentou nos últimos anos.

Debate em contextos turbulentos

O objetivo do encontro é dialogar sobre o deslocamento de imigrantes para o Brasil e promover sua visibilidade para o desenvolvimento geográfico, cultural e econômico em São Paulo.

Em entrevista ao MigraMundo, Mona Perlingeiro, uma das organizadoras do evento e integrante do ProMigra, explica que o fórum é viabilizado em um momento político turbulento em muitos aspectos.

“Embora estejamos atuando com temáticas migratórias, toda a estrutura da situação atual do Brasil atinge populações migrantes diretamente, através do racismo, xenofobia, falta de oportunidade e moradia”, diz.

Para ela, o cenário nacional não é animador, mas apesar disso, a resistência por meio de ações culturais e intelectuais em prol dos imigrantes ganha destaque.

“A ideia é celebrar esse encontro, seja ele por circunstâncias ruins ou boas, gostaríamos de agradecer a oportunidade de nos avaliarmos e conhecermos novas formas de vida em território brasileiro, entendendo que todos pertencemos a essa terra e que produzimos coisas maravilhosas quando estamos juntos”, destaca Mona.

Na programação, há palestras e diálogos com diversos convidados, incluindo a Defensoria Pública da União, o ProMigra, coletivos que tratam da temática de migração e dos próprios migrantes – veja na imagem abaixo:

Programação do Fórum promovido pelo ProMigra, com apoio do MigraMundo

“Desde o dia em que pensamos na possibilidade do evento, tivemos bem claro dentro de nossos objetivos que seria interessante mostrar o trabalho intelectual e/ou artístico dos imigrantes que estão presentes na luta pelos direitos humanos porque não valorizar a produção desses indivíduos também é uma forma de se colocar em lugar de superioridade em relação aos protagonistas dos debates que estão sendo levantados”, avalia Mona.

Vaquinha

Em 2019, o ProMigra celebra 4 anos de existência. Além de integrantes da USP, ele é formado por membros de outras instituições e também pelos próprios migrantes. “Isso nos ajuda no direcionamento das atividades e promove o empoderamento dos indivíduos enquanto defensores de suas próprias causas”, pontua Mona

Para viabilizar a realização do evento e ajudar com os custos, o ProMigra organizou uma vaquinha online com a meta de angariar R$ 5 mil – clique aqui para colaborar.

Até a publicação desta reportagem, já haviam sido arrecadados R$ 3.460,68. As despesas são diversas e vão desde o coffee break produzido por imigrantes até a divulgação do evento. 

DEIXE UMA RESPOSTA

Insira seu comentário
Informe seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.