Livro traz olhar feminino e novas visões sobre terra a partir de migrações forçadas

0
205
Capa do livro
Capa do livro "Minha Terra Mora em Mim", de Bruna Kadletz. Crédito: Rodrigo Borges Delfim/MigraMundo

Por Rodrigo Borges Delfim
Em São Paulo

Em tempos de migrações forçadas, dentro ou para fora de um país, a terra que sobra para uma pessoa é, muitas vezes, aquela que pode ser carregada no coração e na mente.

Essa terra é entendida como referência social, cultural e afetiva no livro Minha Terra Mora em Mim (Ed. Insular), da ativista catarinense Bruna Kadletz, que terá lançamento nesta sexta-feira (6) no restaurante Al Janiah, em São Paulo.

E assim como Bruna fez, a obra também convida o leitor a repensar conceitos, enxergar as histórias da migração sob um novo ângulo, mais humano.

As histórias de “terras que migram” ganham ainda mais força pelos sentimentos contraditórios que despertam: de esperança e perda, de vida e morte, acolhida e preconceito.

O olhar de Bruna, aliás, traz um elemento de suma importância: o recorte de gênero. Todas as histórias têm as mulheres como protagonistas, revelando seus anseios, medos, frustrações e esperanças.

Entre essas personagens estão: a menina do Malaui que queria ir para a escola na África do Sul e era preterida em favor do irmão; as mulheres que acolheram a própria autora em uma experiência de banho público; as mulheres que fogem por conta da orientação sexual; e as mães que buscam resiliência para criar os filhos em meio a cenários desfavoráveis.

Essas mulheres, claro, também carregam dentro de si um pouco da terra do local de origem quando migram. É essa terra que Bruna ajuda o leitor a conhecer um pouco melhor, ao mesmo tempo que mostra como tais vivências ajudaram a forjar sua visão atual de mundo.

Ao contar as histórias que conheceu e viveu, a própria autora se revela ao leitor e compartilha de seus sentimentos naqueles momentos. Mesmo que numa intensidade menor que a presenciada por Bruna, o leitor mais atento e sensível também experimentará um pouco dessas sensações.

Algumas das histórias contadas por Bruna podem ser vistas resumidamente também na série Deslocados e Descartáveis, publicada pelo MigraMundo enquanto a autora esteve em viagem pelos locais narrados na obra.

Atualmente Bruna Kadletz – que é dentista de formação – coordena o projeto Círculos de Hospitalidade, fundado por ela e que atua junto a migrantes em Florianópolis (SC), sua cidade natal. E também ajuda essas pessoas a lidarem com o pedaço de terra que carregam dentro de si.

Lançamento do livro “Minha Terra Mora em Mim” em São Paulo
Data e hora: 06/12, a partir das 19h
Local: restaurante Al Janiah – rua Rui Barbosa, 269, Bela Vista, São Paulo (SP)
Mais informações: evento no Facebook

*Toda a porcentagem de venda da autora será revertida para projetos educacionais com crianças sírias e palestinas no Campo de Refugiados Bourj el-Barajneh, Beirute, e Molham Orfanato, Beqaa Valley.

DEIXE UMA RESPOSTA

Insira seu comentário
Informe seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.