O que você sabe sobre Bangladesh?

0
403

Provavelmente poucos no Brasil conhecem ou mesmo já ouviram falar de Bangladesh, país asiático quase totalmente circundado pela Índia. Mas isso pode mudar em breve…

Bangladesh lidera a lista de pedidos de refúgio no Brasil. Segundo dados do Conselho Nacional de Refugiados (Conare), órgão ligado ao Ministério da Justiça, nada menos que 1.332 das 3.464 solicitações feitas ao órgão são de indivíduos de Bangladesh – cerca de 38% do total. As informações foram divulgadas pelo blog do Fernando Rodrigues e chegaram a ser manchete do portal UOL durante a tarde de ontem (03).

Antiga colônia britânica e independente do Paquistão desde 1971, Bangladesh tem como capital a cidade de Dacca e conta com nada menos que a oitava maior população do mundo (154,7 milhões), espremida em um espaço pouco maior que o estado do Amapá.

bangladesh-dhaka-old-dhaka

A economia é essencialmente agrária devido ao solo fértil, mas o setor sofre com a irregularidade das chuvas e as terras vulneráveis à inundações. A incidência de desastres naturais somadas à situação de pobreza e de superpopulação é receita pronta para grandes tragédias. O país também vive instabilidade política, com o julgamento de crimes de guerra ocorridos durante a independência e a perseguição de líderes de oposição ao governo.

Tal situação faz com que muitos bengaleses busquem melhores condições de vida em outros países, incluindo o Brasil. Claro, isso não significa que amanhã ou depois você vai encontrar um bengalês ao virar a esquina – mas também não fique surpreso se isso acontecer.

bangladesh

O maior destaque do Brasil no cenário internacional e sua estabilidade geopolítica e econômica são fatores que atraem pessoas do mundo todo para cá, sejam como imigrantes ou refugiados – a migração econômica, maior motivação dos bengaleses, não é uma das razões que autorizam o governo brasileiro a conceder status de refugiado a um indivíduo.

Bengaleses, sírios, haitianos, bolivianos… estes e outros exemplos mostram a urgência de o Brasil rever sua política migratória, para se adequar à inserção e responsabilidades crescentes do país a nível global. Precisa ainda respeitar a migração como um direito humano e ser coerente com os discursos oficiais e acordos internacionais dos quais o Brasil é signatário.

Onde estão os sírios?

Na lista do Conare, também presente no post do blog do Fernando Rodrigues, ainda salta aos olhos a pequena quantidade de pedidos da Síria, que aparece em 17° lugar com apenas 31 solicitações. Mas esse quadro deve mudar muito em breve, com a recente medida do governo brasileiro de enfim facilitar a entrada de refugiados sírios no país – atitude tomada após receber duras críticas da comunidade internacional por impor barreiras aos sírios atrás de refúgio, diga-se de passagem.

DEIXE UMA RESPOSTA

Insira seu comentário
Informe seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.