Projeto MigraZoom coloca migrantes para registrar suas próprias trajetórias por meio de fotos

0
293

Depois de um logo tempo documentando a jornada que os imigrantes fazem pelo México para chegar aos Estados Unidos, a fotógrafa espanhola Encarni Pindado decidiu fazer uma experiência: deixar que os imigrantes registrassem em imagens suas jornadas até o destino. O resultado disso é o projeto MigraZoom, que coloca os migrantes como contadores de suas próprias histórias por meio da fotografia.

Por meio de fotografias, projeto MigraZoom coloca migrantes para documentar as próprias trajetórias. Crédito: MigraZoom
Por meio de fotografias, projeto MigraZoom coloca migrantes para documentar as próprias trajetórias.
Crédito: MigraZoom

Estima-se que anualmente 400 mil pessoas – a maioria delas nativa de algum país da América Central – cruzam anualmente a fronteira sul do México em busca de melhores condições de vida e fugindo de situações de pobreza e violência. Alguns deles tentam se estabelecer no próprio México, enquanto outros tentam a sorte em uma outra travessia, a da fronteira México/Estados Unidos.

A ideia do MigraZoom é tornar os participantes protagonistas de um processo de reflexão sobre a própria situação de cada um como migrante (dificuldades, riscos, suas próprias necessidades). O processo se estende aos moradores das áreas de trânsito dos migrantes, permitindo também o diálogo em torno dos preconceitos e estereótipos existentes ao redor do fenômeno migratório.

Algumas das câmeras distribuídas aos migrantes pelo MigraZoom. Crédito: MigraZoom
Algumas das câmeras distribuídas aos migrantes pelo MigraZoom.
Crédito: MigraZoom

Junto com Encarni também fazem parte da equipe do MigraZoom o fotógrafo italiano Fabio Cútica e o jornalista e etnólogo mexicano Cristóbal Sánchez , ambos também com histórico de documentação e ativismo em torno da questão migratória.

Saiba mais sobre o projeto e suas ações acessando o portal do MigraZoom, bem como as fotos tiradas pelos próprios migrantes.

Leia também: When undocumented migrants photograph their own journey across border

 

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Insira seu comentário
Informe seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.