Refúgio, ação humanitária e Palestina são tema de programação especial em São Paulo

1
394
Exposição Infância Refugiada durante passagem por Fortaleza. Com ajuda de vaquinha virtual, projeto virou livro. Crédito: Divulgação

Evento gratuito na Matilha Cultural aproveita o Dia Mundial da Ação Humanitária, que será lembrado no sábado (19)

Por Rodrigo Borges Delfim
Em São Paulo (SP)

As ações humanitárias e a assistência a refugiados e migrantes em diversas partes do mundo possuem desafios em comum. São riscos diversos, até mesmo de morte, que acabam ampliados por fatores como mudanças climáticas, aumentos dos preços dos alimentos, turbulência financeira global, escassez de água, explorações e violações de direitos humanos.

Esses desafios serão tema de uma programação especial organizada pela Matilha Cultural, no centro de São Paulo, que acontece neste sábado (19) a partir das 15h, aproveitando o Dia Mundial da Ação Humanitária. A entrada é gratuita.

As atividades começam às 15h com a palestra “Os desafios da Ação Humanitária”, ministrada por Beatriz Gurgel, mestre em Ajuda Humanitária Internacional. Em seguida, às 16h, acontecem os lançamentos de dois livros sobre a questão palestina: “A Limpeza Étnica da Palestina” e “Al Nakba – Um estudo sobre a catástrofe palestina”, com a presença da autora, a professora e pesquisadora Soraya Misleh. Apresentações culturais e venda de doces árabes também estão previstas para o evento.

Quem for à Matilha Cultural também poderá acompanhar o último dia da mostra fotográfica Infância Refugiada. Idealizada e organizada pela fotógrafa brasileira Karine Garcêz (saiba mais aqui), ela é fruto do trabalho da autora com crianças palestinas que vivem no Líbano, Jordânia e Turquia. Algumas das imagens da exposição receberam intervenções artísticas na abertura, no último dia 27 de junho, e poderão ser adquiridas pelo público por meio de um leilão solidário. O dinheiro arrecadado com a atividade será revertido para ações em prol dos refugiados.

Instituído em dezembro de 2008 pela Assembleia Geral das Nações Unidas, o Dia Mundial da Ação Humanitária busca refletir sobre a importância do trabalho humanitário mundo afora, além de homenagear pessoas que perderam a vida em atividades humanitárias. A data foi escolhida para lembrar os 22 mortos no atentado ao hotel Canal, em Bagdá (Iraque), em 19 de agosto de 2003 – entre eles o diplomata brasileiro Sérgio Vieira de Mello.

Dia Mundial da Ação Humanitária
Data e hora: 19 de agosto, a partir das 15h
Local: Matilha Cultural – Rua Rego Freitas, 542, República – São Paulo (SP)
Entrada: gratuita

 

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Insira seu comentário
Informe seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.