Unifesp abre inscrições para vestibular 2020 voltado a refugiados e portadores de visto humanitário

Ao todo são 37 vagas oferecidas em diferentes campi da Unifesp; processo seletivo é gratuito, feito em português e não tem nenhuma cobrança de taxa

2
185
Estudantes no campus Baixada Santista da Unifesp
Estudantes no campus Baixada Santista da Unifesp; universidade abriu vagas no vestibular para refugiados e portadores de visto humanitário. (Foto: Divulgação/Unifesp)

Atualizado às 12h22 de 03.jan.2019

Estão abertas até 15 de janeiro, às 17h, as inscrições para o Vestibular 2020 da Unifesp (Universidade Federal de São Paulo) específico para refugiados, apátridas e portadores de visto humanitário.

O processo seletivo é gratuito, feito em português e não tem nenhuma cobrança de taxa. Ao todo, são 37 vagas oferecidas nos campi de São Paulo, Osasco, Guarulhos, Diadema e Baixada Santista.

Todo o processo de inscrição é feito online, por meio do portal da Unifesp – acesse aqui -, incluindo o envio da documentação necessária.

Para se inscrever

Para concorrer às vagas o candidato precisa obrigatoriamente ser reconhecido pelo governo brasileiro como refugiado, apátrida ou portador de visto humanitário.

Solicitantes de refúgio que ainda aguardam parecer sobre o pedido não estão contemplados pelo edital da Unifesp.

Além da comprovação do status migratório, o candidato precisa apresentar um certificado de conclusão do ensino médio e documento de identidade expedido pelo governo brasileiro (RNE ou CRNM).

Maiores detalhes sobre as inscrições, cursos que oferecem as vagas para o processo seletivo especial e outros dados estão disponíveis no edital do vestibular – acesse aqui.

Entre as opções de curso estão Educação Física, Fisioterapia, Nutrição, Psicologia, Serviço Social, Terapia Ocupacional, Engenharia Química, Pedagogia e Enfermagem, Biomedicina, Ciências Econômicas e Relações Internacionais.

Até dezembro de 2019 o Brasil havia reconhecido 11.231 pessoas como refugiadas, sendo que 6.554 indivíduos contavam com esse status ativo. Esse número vai crescer devido à decisão do Conare de conceder o status de refugiado para 21.432 mil venezuelanos.

Inscrições homologadas e prova

O candidato que tiver sua inscrição habilitada para o processo seletivo terá seu nome publicado a partir das 16h (horário de Brasília) de 20 de janeiro, exclusivamente, no site da universidade.

A prova está prevista para 1º de fevereiro, com duração de 4 horas – das 8h às 12h – e será composta por uma prova objetiva e uma redação.

O resultado do processo seletivo será divulgado às 16h do dia 17 de fevereiro, no portal da Unifesp.

Passo adiante pela inclusão

A abertura de vagas no Vestibular para refugiados, apátridas e portadores de visto humanitário foi definida em novembro passado pelo Consun (Conselho Universitário) da Unifesp.

Ao portal da Unifesp, em novembro, a pró-reitora de Graduação, Isabel Hartmann de Quadros, celebrou a abertura de vagas para refugiados no processo seletivo.

“Com esse quantitativo inicial de vagas oferecidas em diferentes cursos da Unifesp, sinalizamos um movimento importante de aumento no acolhimento, inclusão e democratização da nossa instituição”.

Os universitários ingressantes pelo processo específico para refugiados poderão ter acesso a auxílio para permanência, como os demais estudantes. Também receberão apoio na questão linguística, por meio de ações de programas de extensão, como o Memorial Digital do Refugiado (MemoRef).


*Venha ser parte do esforço para manter o trabalho do MigraMundo! Conheça nossa campanha de financiamento recorrente e junte-se a nós: https://bit.ly/2MoZrhB

*Que tal receber notícias do MigraMundo diretamente em seu WhatsApp? Basta acessar este link e entrar em nosso grupo de distribuição de conteúdo

2 COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Insira seu comentário
Informe seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.