Você visitaria um campo de refugiados no coração de São Paulo?

0
261

No Acre, a ONG Conectas tem denunciado a situação precária dos campos de refugiados ocupados por haitianos. Ou seja, uma realidade que até pouco tempo parecia restrita apenas a regiões de conflito também acontece em pleno território nacional – ainda que negligenciada pela mídia e pelo poder público.

Saber o que se passa em um campo de refugiados é fundamental para entender, se posicionar e cobrar uma solução imediata para a questão. E uma boa oportunidade para tal é a exposição “Campo de Refugiados no Coração da Cidade”, organizada pela entidade internacional Médicos Sem Fronteiras. O evento acontece de 6 a 15 de setembro no Parque do Ibirapuera, em São Paulo.

MSF105603_AU_Brendan-Bannon

O evento convida o visitante a vivenciar o universo de um campo de refugiados e conhecer o trabalho humanitário realizado nesses contextos durante visitas guiadas pelos profissionais da MSF. Segundo dados da organização, cerca de 15,4 milhões de refugiados e 28,8 milhões de deslocados estão nessa situação em todo o mundo.

Não é a primeira vez que uma organização convida o mundo a se colocar no lugar de um refugiado. Em 2012, a ACNUR lançou um aplicativo para smartphones no qual convida o usuário a tomar decisões que um refugiado se vê vive – e que podem ser a diferença entre a vida e a morte.

Serviço:
Exposição “Campo de Refugiados no Coração da Cidade”
Data: De 6 a 15 de setembro, das 10 às 17 horas
Local: Arena de Eventos do Parque do Ibirapuera
Avenida Pedro Álvares Cabral, portão 3 ou 10
São Paulo (SP)

Mais informações na página do evento no site da MSF

Crédito da Imagem: Brendan Bannon/MSF

DEIXE UMA RESPOSTA

Insira seu comentário
Informe seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.